Pós-Graduação em Métodos e Gestão em Avaliação – PPGMGA
  • Defesa de Mestrado de Marcos Roberto Machado – 23/11/2018

    Publicado em 12/11/2018 às 15:29
    Informações

    ORIENTADOR: Marcelo Menezes Reis

    DATA E HORÁRIO: Dia 23/11/2018 às 16 horas
    LOCAL: UFSC/CTC/INE – Sala 214

    TÍTULO: Proficiência em Matemática dos professores das Séries Iniciais

    RESUMO: O trabalho acadêmico consistiu em aferir a proficiência em matemática dos professores das séries iniciais em um município do estado de Santa Catarina, com o objetivo de diagnosticar eventuais problemas e propor melhorias na formação e atuação desses profissionais. Para tanto, foram empregadas na construção do instrumento de pesquisa e análise dos resultados a Teoria de Resposta ao Item e a Teoria Clássica dos Testes. Esse estudo se fez com base em pesquisa quantitativa, através da aplicação de uma prova composta por 20 itens do SAEB, sendo 3 itens do 5º ano, 8 itens do 9º ano e 9 itens do 3º ano do Ensino Médio. Os referidos itens foram escolhidos a partir da Matriz de Referência do SAEB, divididos em quatro temas: “espaço e forma”, “grandezas e medidas”, “números e operações/álgebra e funções” e “tratamento da informação”. O teste aplicado apresentou, em geral, itens com um bom poder discriminativo e índice de dificuldade considerado fácil em ambas as teorias analisadas. Os resultados apontam fragilidades em conteúdos matemáticos a partir do 5º ano do Ensino Fundamental, por parte dos professores Pedagogos. Diante dos resultados, fica evidente a necessidade de reflexão quanto à formação inicial, bem como discussão da carga horária destinada à Matemática nos cursos de Pedagogia.

    PALAVRAS-CHAVE: Teoria de Resposta ao Item. Teoria Clássica dos Testes. Proficiência matemática. Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

    BANCA EXAMINADORA:

    PRESIDENTE: Marcelo Menezes Reis
    – Adriano Ferreti Borgatto
    – Andréa Cristina Konrath
    – *Cirlei Marieta de Sena Correa (UNIVALI)

    *Participação por videoconferência


  • Defesa de Mestrado de Maristelee Barbosa de Oliveira – 23/11/2018

    Publicado em 12/11/2018 às 11:54
    Informações
    ORIENTADOR: Silvana Ligia Vincenzi
    COORIENTADOR: Lizandra da Silva Menegon
    DATA E HORÁRIO: 23/11/2018, às 14h

    LOCAL: UFSC/CTC/INE – Sala 106

    TÍTULO: UMA ESCALA PARA AVALIAR A GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA

    RESUMO: Esta pesquisa teve como objetivo construir uma escala para avaliar o nível de efetivação da gestão escolar democrática, nas escolas da rede estadual de ensino de Santa Catarina, utilizando a Teoria da Resposta ao Item (TRI). Foi executada em três fases: teórica, empírica e analítica. Na fase teórica realizou-se a revisão da literatura e elaborou-se o modelo conceitual que serviram de base para a Equipe da Secretaria de Estado da Educação (Equipe SAGE/SC, da qual esta pesquisadora faz parte) construir os itens do instrumento de avaliação da gestão escolar que, por último, passaram pela validação de conteúdo por meio da análise semântica e de juízes. A fase empírica refere-se ao planejamento e à aplicação do instrumento para avaliar a gestão escolar de 1.035 escolas, executada pela Equipe SAGE/SC. A fase analítica consistiu na avaliação da dimensionalidade do instrumento, na análise psicométrica dos itens pelo Modelo de Resposta Gradual da TRI e na construção da escala de medida. A interpretação da escala resultou na definição de seis níveis de efetivação da gestão escolar democrática e contou com a ajuda de especialistas da Secretaria de Estado de Educação sobre a temática. A gestão escolar democrática tem papel importante na promoção da formação integral dos estudantes, assim, o desenvolvimento de mecanismos avaliativos acerca de sua atuação contribui, dentre outras coisas, para o planejamento e a gestão de políticas públicas voltadas à sua melhoria e, consequentemente, à promoção da educação com qualidade social. Pelos resultados apresentados neste estudo, conclui-se que a TRI se mostrou uma ferramenta possível e eficiente neste processo avaliativo, uma vez que a escala construída permite identificar as potencialidades e as fragilidades de efetivação da gestão escolar democrática em cada um de seus níveis, bem como acompanhar seu progresso ao longo do tempo.

    PALAVRAS-CHAVE: Avaliação, Gestão Escolar Democrática, Teoria de Resposta ao Item.

    BANCA EXAMINADORA:

    PRESIDENTE: Silvana Ligia Vincenzi
    – Adriano Ferreti Borgatto
    – Dalton F. de Andrade
    – Neide Martins Arrias


  • Defesa de Mestrado de Andréa Oriques Santos – 19/11/2018

    Publicado em 08/11/2018 às 14:31
    Informações

    ORIENTADOR: Prof. Dr. Rogério Cid Bastos

    DATA E HORÁRIO: 19/11/2018, às 15h
    LOCAL: UFSC/CTC/INE – Sala 214

    TÍTULO: Autoavaliação Institucional: análise do grau de maturidade do eixo infraestrutura física dos centros de ensino da Universidade do Estado de Santa Catarina

    RESUMO:
    A Autoavaliação Institucional, juntamente com a Avaliação Externa, faz parte da Avaliação das Instituições de Educação Superior (AVALIES) e é um dos instrumentos do processo de avaliação estabelecido pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Além do AVALIES, a Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG), a Avaliação do Desempenho dos Estudantes, através do Exame Nacional de Avaliação de Desempenho dos Estudantes (ENADE), o censo da Educação Superior e o cadastro de cursos e instituições completam os instrumentos de Avaliação do SINAES. A Autoavaliação Institucional é feita pela própria Instituição de Ensino Superior (IES), coordenado pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), que decide como serão os procedimentos para coleta de dados, análise e confecção dos relatórios dentro dos eixos pré-estabelecidos pelo SINAES. Na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), a CPA conta com o apoio da Coordenadoria de Avaliação Institucional (COAI) e das Comissões Setoriais de Avaliação (CSA). O SINAES apresenta as descrições que norteiam o processo avaliativo em cinco eixos: planejamento e avaliação institucional, desenvolvimento institucional, políticas acadêmicas, políticas de gestão e infraestrutura física. Especificamente, a infraestrutura física analisa questões em função das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão. Neste sentido, a pesquisa visa mensurar eanalisar o Grau de Maturidade do eixo Infraestrutura da Autoavaliação dos Centros de Ensino da UDESC, buscando conhecer o estágio em que a instituição se encontra quanto à eficiência e a eficácia, através de uma escala de medida da capacidade e da qualidade da instituição, mapeando o desempenho organizacional, identificando potencialidade e fragilidades, apontando as melhores práticas para a constante evolução da maturidade da instituição. A ferramenta Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos (MMGP-Prado) foi adaptada para ser usada como base no modelo empregado na pesquisa. Logo, foi criado um questionário com 02 questões informativas e 17 questões objetivas, baseadas no Roteiro de Avaliação Institucional (SINAES, 2004), seguindo o eixo 5 da Infraestrutura Física do SINAES, os 16 indicadores deste eixo na Avaliação Externa e adaptado a realidade da instituição. Este questionário foi aplicado aos membros titulares e suplentes das 12 Comissões Setoriais de Avaliação (CSAs) dos 12 Centros de Ensino da Instituição. Os resultados da pesquisa foram apresentados por categorias e por questões, pelos Centros e pelo todo da instituição. Verificou-se um grau médio de maturidade da instituição. Entretanto, a análise da Maturidade dos Centros foi bem mais dinâmica, tornando mais visível suas potencialidades e fragilidades e mais viável a solução de problemas e melhorias em pontos característicos, o que assegurará a evolução da maturidade institucional.

    PALAVRAS-CHAVE: Grau de Maturidade, Autoavaliação Institucional, Eixo Infraestrutura Física, Centros de Ensino da UDESC, MMGP/Modelo Prado.

    BANCA EXAMINADORA:

    PRESIDENTE: Prof. Dr. Rogério Cid Bastos – PPGMGA/UFSC
    – Prof. Dr. Rafael Tezza – PPGMGA/UFSC
    – Prof. Dr. Carlos Eduardo Freitas da Cunha – ESAG/UDESC


  • Publicado em 06/09/2016 às 14:53

    Seja bem-vindo ao site do PPGMGA – Curso de Mestrado Profissional em Métodos e Gestão em Avaliação.